«

»

ago 05

“Inter cagão, Inter cagão…”

Foto: Félix Zucco / Agência RBS

Esperava um Gre-Nal de muitas oportunidades e bastante disputado. Um clássico que fizesse jus à expectativa que foi criada pela sua realização com duas torcidas na Arena. Mas tudo não passou de um sonho. O Gre-Nal 397 foi, em diversos sentidos, um dos mais fracos já vistos.

E tudo deve-se ao fato de termos em campo um time que é, como diz a histórica letra entoada pelos gremistas, CAGÃO. Agora, mais do que comprovado: CAGÃO. Um time CAGÃO que escondeu a escalação inicial, driblando as orientações do Estatuto do Torcedor, e só permitiu ao público presente na Arena de conhecer seu time quando este entrou em campo. Mais CAGÃO ainda foi ter colocado o Leandro Damião Varzeão para ficar cavando faltas ridículas. Há quem diga que, num determinado momento, ele tombou apenas com a força do vento. Eu não duvidaria. Já conheço a figura.

Outro CAGÃO foi o árbitro (se é que um tipo desses pode ser chamado de árbitro), Fabrício Neves Correa. Conhecido pelo #abraçoFIFA que deu em D’Alessandro no começo do ano, o juizão dessa vez foi além. Resolveu deixar o camisa 10 colorado apitar o jogo. É fato que o Fabrício errou para os dois lados, característica comum dos juízes fracos. Mas no relato feito pelo Richard Ducker, reproduzido abaixo, fica claro que uma das principais virtudes de D’Alessandro é pressionar a arbitragem para que sua vontade seja feita, o que acaba deixando alguns com medo de expulsá-lo.

Foto: Reprodução (facebook.com/ducker.com.br)

CAGÃO também foi o Dunga, que colocou o time todo para cercar o árbitro a cada faltinha (o que, no somatório, amorcegou praticamente metade do jogo) e, não satisfeito, ainda ficou dando lição de regras ao quatro árbitro na beira do gramado. Mas o maior CAGÃO do Gre-Nal 397 foi o torcedor que, não satisfeito com a magnitude do novo estádio do Grêmio, deixou em uma das cadeiras o retrato do seu time. O retrato da inveja. O retrato da falta de noção que, a bem da verdade, está presente em todos os clubes, mas que dessa vez ficou evidente para aqueles que tanto condenam algumas atitudes da torcida gremista e cegam diante dos anjinhos colorados.

Mas enfim, o Grêmio de ontem me agradou bastante. Gostei da opção pelo esquema 3-5-2, que protegeu a defesa – um dos pontos mais críticos do time – e permitiu aos laterais apoiarem mais o ataque. Pará e Alex Telles deram trabalho aos defensores do Inter. Rhodolfo fez uma boa estreia, deve ser titular já a partir do próximo jogo. Adriano não pode ser titular. Fraco demais. Não fosse a inércia do Fabrício Neves Correa, teria ido para a rua ainda no primeiro tempo. Ramiro mais uma vez deu conta do recado, já merece ficar entre os 11, assim como Maxi Rodriguez que, num comparativo com o Elano, fez muito mais neste domingo. Enquanto o camisa 7 parecia desligado (uma característica sua há um bom tempo), o uruguaio entrou disposto e mais objetivo. Kleber e Barcos foram medianos, mas decisivos: o primeiro sofreu o pênalti e o segundo o converteu.

Já notei uma evolução de quarta para ontem. Tomara que, na próxima quinta, também note. As mexidas de Renato ontem foram interessantes. Parece ter conhecimento das necessidades do time. Acho que ele também percebeu que um meio-campo com Elano se arrastando desde o começo não dá certo. Acredito que este seja a grande questão a ser resolvida nos próximos jogos.

Aos poucos o time está se ajeitando. Parece estar no caminho.

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Fabio

    Correção: Maxi Rodrigues pelo que sei, é uruguaio e não argentino. Certo?

    1. Talis Ramon

      Valeu, Fábio! Correção feita. Abraço!

  2. Rafael Medeiros

    Depois daquele abraço que o Fabrício deu no D’Alessandro, como ele não ia apitar essa partida? Quer saber da verdade? O Riveros botou o camisa 10 deles no bolso. Vamoooo Grêmio!!!

  3. Marco

    Agora é hora de perguntar para o Vyanei se torcida que defeca no estadio alheio já é digna de ser chamada de exótica.

  4. Gustavo

    Já está comprovado que a questão das fezes na cadeira foi uma farsa!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *